ATLECA

Publicações

FICHA DE TRABALHO

          Vou sentado na poltrona desse ônibus rumo ao centro da cidade. O barulho é ensurdecedor e atravessa os tímpanos que acompanham o gingado do carro em seu balanço pelas ruas esburacadas de bairros escuros e sombrios. A lata treme e o ronco do motor faz vibrar a cabeça destruindo milhões dos meus neurônios.

FESTA DE ANIVERSÁRIO

           Dona Etelvina é do tipo que já viveu muito. A palavra viver pode ter vários sentidos e conotações, mas o que eu quero dizer é que minha vizinha viveu mesmo! Viveu vivendo! Viveu absorvendo o melhor da vida, respirou aromas distintos, contemplou paisagens exóticas e procurou aguçar sua sensibilidadeem tudo.

Crônica pelos 20 anos da ATLECA

           Academia Trindadense de Letras, Ciências e Artes é uma entidade cultural de nossa cidade, sobrevivente a tantos vendavais que varrem cotidianamente o cenário das instituições que trabalham o belo e o imperecível, num país onde cultura é lixo, infelizmente. Uma sobrevivente sim, pelo sonho e idealismo dos que sabem amá-la e protegê-la.

CAMISOLA VERMELHA

          Pintei as unhas também de vermelho, cortei e arrumei meus cabelos. Corri e comprei aquele lençol 200% algodão.. Na mesa. Foram colocados queijos, vinho, taças e rosas vermelhas. Há tempos queria fazer tudo isso e não tinha motivação.

Trânsito, analfabetos e a educação

            Muitos já esqueceram a posse de Cristovam Buarque, no MEC, no início do governo Lula. A fala inaugural  do ex-ministro  foi deveras significativa porque deixou transparecer uma preocupação real com os problemas brasileiros e deu-nos a impressão que o novo governo conhecia de fato esses problemas. Outro ocupa a pasta atualmente, o ex-ministro não materializou nada mas a significação de seu discurso ficou registrada.