image 1 image 2

CINQUENTA ANOS DEPOIS (V)

Almoçamos com o presidente Castello Branco em sua sala privativa. Na mesa redonda, uma toalha de linho branco; por cima de um “buffet”, o retrato em tamanho natural de D.Argentina, sua falecida esposa.

- Conheceu-a? – perguntou o marechal.

 

- Lembro-me dela respondi. Uma senhora muito bonita.

Continuar

CINQUENTA ANOS DEPOIS (IV)

Leitores sugerem que, no curso dos depoimentos que venho publicando, escreva sobre o presidente Humberto de Alencar Castello Branco. Há alguns anos, neste mesmo espaço, esbocei lembranças e relatei fatos pertinentes a esse personagem da história brasileira; voltarei a fazê-lo, destacando aspectos de seu perfil como cidadão e militar.  

Continuar

CINQUENTA ANOS DEPOIS (III)

O historiador não especula sobre o que poderia ter sido, nem lhe é dado levantar hipóteses sobre como seriam os acontecimentos, se a realidade vivenciada fosse outra. Como esta não é uma tese acadêmica ouso, entretanto, ensaiar um breve exercício de “futurologia retroativa”, se assim me posso expressar. Levando em conta o contexto da Guerra Fria que então dividia o mundo, proponho-me imaginar o que teria acontecido – a nós, brasileiros - se não tivesse havido a intervenção civil-militar de 31 de março de 1964.

Continuar

CINQUENTA ANOS DEPOIS (II)

Ouvi pelo rádio que tropas mineiras tinham deflagrado o movimento que levou à deposição de João Goulart e sua turma de simpatizantes e agentes do marxismo. Meu sentimento foi de alívio, embora continuasse preocupada com o que viria, temendo uma guerra civil.

Continuar

CINQUENTA ANOS DEPOIS (I)

Não têm faltado depoimentos, análises e teorias sobre o “golpe de 1964”. Passados cinquenta anos, para quem viveu aqueles dias tumultuados parece que foi ontem. Há muito a lembrar, sobretudo por aqueles que, tendo então chegado à maturidade, sentiam-se responsáveis por suas famílias e pelos destinos do país.

Continuar

O JULGAMENTO DO SANTO

A história é contada em prosa e verso e dada como verídica. Passa-se na região nordeste da Bahia, tendo como cenário cidades e povoados que surgiram na rota das boiadas, durante os primeiros séculos da colonização.

Continuar