image 1 image 2

SEGUINDO EM FRENTE

Concurso de redação promovido pela ATLECA

3º Lugar

MARCOS PAULO DE CARVALHO ARAÚJO

aluno do 2º ano de Eletrotécnica do IFGoiano - Campus de Trindade

nascido em 25 de dezembro de 2000

Orientadora: Professora Ruth Aparecida Viana Silva

 

SEGUINDO EM FRENTE

Desde pequeno, meu pai já me dizia que oportunidades de se dar bem na vida só aparecem algumas vezes. Eu tinha 14 anos quando ele morreu em um tiroteio contra a polícia.

Com 15, saí do colégio por conta de um emprego que me apareceu. No início, era só procurar viciados pela rua para oferecer-lhes droga. Em um dia de procura, encontrei uma garota linda por quem me apaixonei.

Tudo parecia ir bem, conciliei a vida no tráfico e meu relacionamento. Mas com 17, engravidei minha mulher e passamos por muitas dificuldades. Minha mulher sempre me dizia: - "Nosso futuro será passar muito tempo juntos, eu você e nosso bebê".

Aos 18, aprendi a atirar e com isso subi de cargo no tráfico; agora eu já era guarda-costas. Em um dia, antes de sair de casa para um serviço, minha mulher falou: - "Que Deus te acompanhe nesse teu dia de luta, e que na volta possa aproveitar o tempo ao lado de sua filha e de sua mulher".

A caminho do serviço, deparo-me com uma placa de procura de emprego que não necessitava formação acadêmica. Apenas passo o olho por ela e continuo o meu caminho.

Chegando ao local do serviço, algo começa a formigar em meu braço e um som estrondoso me vem aos ouvidos seguido de outro mais alto ainda. Mas agora, o formigamento não era mais no braço e sim no peito. Caio no chão e a última coisa que me recordo é do olhar de minha mulher se despedindo.

Antes de partir, perguntei-me: - Será que o futuro é deixar acontecer ou fazer acontecer?

Autor: MARCOS PAULO DE CARVALHO ARAÚJO